Entre em contato: (11) 3676-0635 e (11) 9 9611-4805

Arquivo: e-prints

• 1975

1. “À procura de um Descartes segundo a ordem de dificuldades”. Discurso, n. 6, pp. 151-185, 1975. Reeditado em (92).    

• 1979

2. “Observação crítica em um artigo de J. C. Maxwell” (em colaboração com Oscar F. de Lima e S. Gama e Márcio O. Campos). Anais da SBPC, 1979. (Resumo)

• 1980

3. “Andreas Osiander Prefácio ao De revolutionibus de Copérnico”. Cadernos de História e Filosofia da Ciência, n. 1, pp. 44-61, 1980. Reeditado em duas partes em (196) e (197).
4. “Decidability and Cognitive Significance in Carnap”. In Arruda, Aida I. et al. (Orgs.) Proceedings of the Third Brazilian Conference on Mathematical Logic (17-221279), pp. 173-197 São Paulo: Sociedade Brasileira de Lógica, 1980. Reeditado em (13) e traduzido em (21).
5. “Pierre Lucie A gênese do método científico”. Cadernos de História e Filosofia da Ciência, n. 1, pp. 90-92, 1980. (Resenha).

• 1982

6. “A fenomenologia do agir em Sein und Zeit”. Manuscrito, vol. 6, n. 2, pp. 149-180, 1982. Reeditado em (7).
7. "A fenomenologia do agir em Sein und Zeit" Daseinsanalyse, n. 5, pp. 1-41. São Paulo: Associação Brasileira de Análise e Terapia Existencial, 1982. Reedição de (6).
8. “Decidability and Cognitive Significance in Carnap”. Cadernos de História e Filosofia da Ciência, n. 3, pp. 89-90, 1982. (Resumo).

• 1983

9. “Heurística kantiana”. Cadernos de História e Filosofia da Ciência, n. 5, pp. 73-89, 1983.
10. “Sobre o conceito de pesquisa em filosofia”. Cadernos de História e Filosofia da Ciência, n. 5, pp. 135-137, 1983.

• 1984

11. “Problem-Solving and Theory Structure in Mach”. Studies in History and Philosophy of Science, vol. 15, n. 1, pp. 23-49, 1984. Tradução brasileira em (12).
12. “Resolução de problemas e estrutura de teorias em Mach”. Cadernos de História e Filosofia da Ciência, n. 6, pp. 35-62, 1984. Tradução brasileira de (11)
13. “Decidability and Cognitive Significance in Carnap”. In Gracia, J. J. E. et al. (Orgs.): Philosophical Analysis in Latin America, pp. 313-337. Dordrecht: Reidel, 1984. Reedição de (4).
14. “Leszek Nowak: The Structure of Idealization” (em colaboração com Newton C. A. da Costa). Studia Logica, pp. 309-311, 1984. (Resenha). Tradução brasileira em (17).
15. “Edmund Husserl: Studien zur Arithmetik und Geometrie” (em colaboração com Newton C. A. da Costa). Zentralblatt für Mathematik, pp. 10-11, 1984. (Resenha). Tradução brasileira em (18).

• 1985

16. “Resistências à psicanálise”. Cadernos de História e Filosofia da Ciência, n. 8, pp. 29-49, 1985.
17. “Leszek Nowak: The Structure of Idealization” (em colaboração com Newton C. A. da Costa). Cadernos de História e Filosofia da Ciência, n. 8, pp. 113-114, 1985. (Resenha). Tradução brasileira de (14).
18. ”Edmund Husserl: Studien zur Arithmetik und Geometrie” (em colaboração com Newton C. A. da Costa). Cadernos de História e Filosofia da Ciência, n. 8, pp. 115-116, 1985. (Resenha). Tradução brasileira de (15).

• 1986

19. “Uma leitura filosófica de Freud”. Folhetim da Folha de São Paulo, pp. 6-8, 31/08/1986.

• 1987

20. “Kant’s Dialectic”. NOUS, n. 21, pp. 573-593, 1987.
21. “Decidabilidade y la significación cognitiva in Carnap”. In Gracia, J. J. E. et al. (Orgs.): El análisis filosófico en America Latina. México, DF: Instituto de Investigaciones Filosóficas, 1987. Tradução espanhola de (4).

• 1988

22. “System-Problems in Kant”. Synthese, vol. 74, n. 1, pp. 107-140, 1988.
23. “A propos du cartésianisme gris de Marion”. Manuscrito, vol. 11, n. 2, pp. 129-133, 1988. Traduzido em (92).
24. “Kant e a filosofia analítica”. Folhetim da Folha de São Paulo, pp. 10-12, 26/08/1988. Reeditado em (35).
25. “Kant e o ceticismo”. Manuscrito, vol. 11, n. 2, pp. 67-83, 1988.

• 1989

26. “Lacan e a ética do desejo perverso”. In Hisgail, F. (Org.) 14 conferências sobre Jacques Lacan, pp. 29-52. São Paulo Escuta, 1989.
27. “Paradigmas cartesianos”. Cadernos de História e Filosofia da Ciência, série 2, vol. 1, n. 2, pp. 185-212, 1989. Reeditado em (92).
28. “Heidegger e a questão da culpa moral”. Folhetim da Folha de São Paulo, 25/03/1989.
29. “A ressaca do marxismo”. Folha de São Paulo, p. 3, 06/07/1989.
30. “As faces da violência extrema”. Folha de São Paulo, Caderno Letras, 15/07/1989.
31. “A esquerda no pós-marxismo”. Folha de São Paulo, p. 3, 03/09/1989.
32. “Imprensa não registrou as críticas a Habermas”. Folha de São Paulo, Caderno Letras, 26/10/1989.

• 1990

33. Heidegger réu um ensaio sobre a periculosidade da filosofia. Campinas Papirus, 1990. Tradução croata em (42).
34. “Habermas e o terror prático”. Manuscrito, vol. 13, n. 2, pp. 111-116, 1990.
35. “Kant e a filosofia analítica”. Cadernos de História e Filosofia da Ciência, série 2, vol. 2, n. 1, pp. 27-32, 1990. Reedição de (24).
36. “The Logical Structure of the First Antinomy”. Kant-Studien, vol. 81, n. 3, pp. 280-303, 1990.
37. “Os órfãos de Ceaucescu”. Folha de São Paulo, p. 3, 22/01/1990.
38. “A crise iugoslava”. Folha de São Paulo, p. 3, 10/02/1990.
39. “Servo-croata”. Folha de São Paulo, p. 3, 22/02/1990.
40. “Sobre um caso de corrupção de menores”. Folha de São Paulo, p. 3, 17/04/1990.
41. “O fim de um falso messias”. Folha de São Paulo, p. 3, 11/06/1990.

• 1991

42. Optuzenik Heidegger. Esej o opasnosti filozofije. Zagreb Hrvatsko filozofsko drustvo (Sociedade Croata de Filosofia), 1991. Versão brasileira em (33).
43. “Um olhar epistemológico sobre o inconsciente freudiano”. In Kobloch, F. (Org.) O inconsciente várias interpretações, pp. 43-58. São Paulo Escuta, 1991.
44. “Apresentação”. In Tudjman, Franjo: Croácia soberana, pp. 1-5. São Paulo Comitê Croata de São Paulo, 1991.
45. “La finitud de la razón observaciones sobre el logocentrismo kantiano”. In Sobrevilla, David (Org.) Filosofia, política y estética en la Crítica del Juicio de Kant, pp 29-47. Lima (Peru): Instituto Goethe, 1991. Traduzido em (49) e (50); versão original brasileira em (60).  
46. “Sobre o método de Descartes”. Manuscrito, vol. 14, n. 2, pp. 93-112, 1991. Reeditado em (92).
47. “Kant on Indirect Proofs”. O que nos faz pensar, n. 4, pp. 56-60, 1991.
48. “Heidegger e a filosofia da finitude”. Revista Latinoamericana de Filosofia, vol. 17, n. 1, pp. 21-41, 1991.
49. “Konacnost uma”. Filozofska istrazivanja, vol. 11, n. 1, pp. 39-51, 1991. Tradução croata de (45)
50. “Finality of Reason”. Synthesis philosophica, vol. 6, n. 1, pp. 215-229, 1991. Tradução inglesa de (45).
51. "Kant’s Philosophical Method (I)”. Synthesis Philosophica, vol. 6, n. 2, pp. 467- 483, 1991.
52. “Colonialismo grão-russo reafirmado”. Folha de São Paulo, p. 3, 28/01/1991.
53. “Cosmopolitismo discriminatório”. Folha de São Paulo, Caderno Letras, 16/02/1991.
54. “Falsificação bizantina escandaliza pela infâmia”. Folha de São Paulo, Caderno Letras, 02/03/1991.
55. “Liberdade para os eslavos”. O Estado de São Paulo, p. 2, 02/03/1991.
56. “Hobsbawn e a barbárie eslava”. O Estado de São Paulo, p. 2, 22/06/1991.
57. “Repúblicas não toleram mais o despotismo”. Folha de São Paulo, Caderno Mundo, p. 4, 30/06/1991.
58. “O nacionalismo croata”. Folha de São Paulo, p. 3, 07/08/1991.
59. “Novas guerras balcânicas”. O Estado de São Paulo, p. 2, 21/12/1991.

• 1992

60. “A finitude da razão: observações sobre o logocentrismo kantiano”. In Rohden, Valério (Org.): 200 anos da Crítica da faculdade do juízo de Kant, pp. 50-64. Porto Alegre: Instituto Goethe, 1992. Versão original brasileira de (45).
61. “Kant’s Philosophical Method (II)”. Synthesis Philosophica, vol. 7, n. 1, pp. 361-381, 1992. Tradução croata em (62).

• 1993

62. “Kantova filozofska metoda (II)”. Filozofska istrazivanja, vol. 13, n. 2, pp. 397-415, 1993. Tradução croata de (61).

• 1994

63. “Prefácio”. In Figueiredo, Luís Claudio: Escutar, recordar, dizer, pp. 11-29. São Paulo Escuta, 1994.
64. “Ética e finitude”. In Nunes, Benedito (Org.): A crise do pensamento, pp. 37-122. Belém do Pará: Editora da UFPa, 1994. Edição na forma de livro em (72), Segunda edição do livro em (149).
65. "Winnicott e Heidegger: primeiras aproximações". Anais do III Encontro Latino-Americano sobre o Pensamento de D. W. Winnicott, vol. 1, pp. 245-254. Porto Alegre: Grupo de Estudos Psicanalíticos de Pelotas, 1994. Versão modificada em (69).
66. “Iluminismo, um projeto vencido”. Boletim de novidades, ano 7, n. 58, pp. 68-79. São Paulo Pulsional, 1994.
67. “Não há servo-croatas, Monsieur Lapouge”. O Estado de São Paulo, Caderno Cultura, p. 2, 09/04/1994.

• 1995

68. “Heidegger, um pensador ético?”. In Gutiérrez, Carlos B. (Org.): El trabajo filosófico de hoy en el continente. Memórias Del XIII Congresso Interamericano de Filosofia. Bogotá: Sociedade Interamericana de Filosofia, 1995.
69. “Winnicott e Heidegger: afinidades”. Boletim de novidades, janeiro de 1995, pp. 53-60. São Paulo Pulsional. Versão modificada de (65).
70. “Ética neopragmática e psicanálise”. Percurso, vol. 14, n. 1, pp. 86-95, 1995. Reeditado em (89).
71. “Descartes desconstruído”. Cadernos de História e Filosofia da Ciência, série 3, vol. 5, n. 1-2, pp. 183-203, 1995.
72. Ética e Finitude. São Paulo: Educ, 1995. Edição na forma de livro de (64). Segunda edição em (149).
73. “Aliança entre croatas e muçulmanos”. Folha de São Paulo, p. 3, 04/04/1995.
74. “Croácia busca integridade territorial”. O Estado de São Paulo, Caderno Tendências, p. 2, 09/05/1995.
75. “O escritor que deu nome a uma perversão”. O Estado de São Paulo, Suplemento Cultura, 10/06/1995.
76. “Sobre a cultura midiática”. Folha de São Paulo, p. 3, 18/07/1995.
77. “Fantasmas perversos nos Bálcãs”. Folha de São Paulo, Caderno Mais!, p. 3, 20/08/1995.
78. “Um filósofo libertino para ser levado a sério”. O Estado de São Paulo, Caderno Cultura, p. 2, 23/09/1995.
79. “Ceticismo e realismo em Kant”. Resumos do IX Colóquio de História da Ciência. CLE, Águas de Lindoia, p. 100, 26-30/11/1995. (Resumo).
80. “Winnicott e o pensamento pós-metafísico”. Psicologia USP, v. 6, n. 2, pp. 39-61, 1995. Reeditado em (83).

• 1996

81. “O fim da metafísica em Carnap e Heidegger”. In De Boni, Luís Alberto (Org.) Festschrift em homenagem a Ernildo Stein, pp. 782- 803. Petrópolis Vozes, 1996.
82. “Sade, um pensador a ser levado a sério”. Boletim de novidades, ano 9, n. 86, pp. 57-60. São Paulo: Pulsional, 1996.
83. “Winnicott e o pensamento pós-metafísico”. In Catafesta, Ivonise F. da M. (Org.) D. W. Winnicott na Universidade de São Paulo, pp. 21-45. São Paulo Lemos, 1996. Reedição de (80). Tradução espanhola em (104).
84. “O ponto cego do olhar fenomenológico”. O que nos faz pensar, vol. 1, n. 10, pp. 127-149, 1996.
85. “Winnicott: uma psicanálise não-edipiana”. Percurso, n. 17, pp. 41-47, 1996. Revisto e reeditado em (96).
86. “Heidegger e a pergunta pela técnica”. Cadernos de História e Filosofia da Ciência, série 3, vol. 6, n. 2, pp. 107-138, 1996.
87. “Heidegger e Kant: desconstrução do pensamento transcendental”. Livro de Resumos do VII Encontro Nacional de Filosofia, pp. 161-162. ANPOF, 1996. (Resumo).
88. “Carta do Cônsul”. Croácia Vida Nova, p. 2, 1996.
89. “Ética neopragmática e psicanálise”. Revista de Psicanálise da SPPA, vol. 3, n. 3, pp. 445-459, 1996. Reedição de (70).

• 1997

90. “Socialismo, barbárie e social-democracia”. O Estado de São Paulo, p. 2, 03/04/1997.
91. “A. M. Rosenthal”. O Estado de São Paulo, p. 3, 24/04/1997.
92. Descartes heurístico. Campinas IFCHUnicamp, Coleção Trajetória, n. 5, 1997.
93. “Winnicott e M. Klein: conflito de paradigmas”. In Catafesta, Ivonise F. da M. (Org.) A clínica e a pesquisa no final do século Winnicott e a Universidade, pp. 43-60. São Paulo, IP USP, 1997
94. “A máquina no homem”. Psicanálise e Universidade, n. 7, pp. 14-32, 1997. Edição revisada em (156)
95. “O Édipo de Freud a Bion”. Boletim Científico da SPRJ, vol. 18, n. 3, pp. 375-381, 1997. Reeditado em (100).
96. “Winnicott uma psicanálise não-edipiana”. Revista de Psicanálise da SPPA, vol. 4, n. 2, pp. 375-387, 1997. Reedição revista de (85).
97. “Michel Haar: Nietzsche et la métaphysique”. Manuscrito, vol. 20, n. 1, pp. 121-134, 1997.
98. “Hans Sluga: Heidegger’s Crisis, Philosophy and Politics in Nazi Germany”. Manuscrito, vol. 20, n. 1, pp. 135-144, 1997.

• 1998

99. “Psicanálise uma leitura heideggeriana”. Veritas, vol. 43, n. 1, pp. 25-41, 1998.
100. “O Édipo de Freud a Bion”. Boletim de novidades, agosto de 1998, pp. 37-43. São Paulo Pulsional. Reedição de (95).
101. “Heidegger e a desconstrução da psicanálise”. Livro de Resumos do VIII Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF, p. 242, 1998. (Resumo)
102. “O fato da razão”. Livro de Resumos do VIII Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF, p. 293, 1998. (Resumo).
103. “Sobre a interpretação de Rawls do fato da razão”. In Felipe, Sônia T. (Org.) Justiça como equidade. Fundamentação e interlocuções polêmicas (Kant, Rawls, Habermas), pp. 73-85. Florianópolis: Insular, 1998.
104. “Winnicott y el pensamiento posmetafísico”. Postdata, vol. 2, n. 3, pp. 137-159, 1998. Tradução espanhola de (83).

• 1999

105. "Origem e sentido da responsabilidade em Heidegger”. Veritas, vol. 40, n. 1, pp. 201-220, 1999
106. “Heidegger’s Project of a Hermeneutic Anthropology”. Memórias del XIV Congreso Intermericano de Filosofia, Puebla ‘99. Cidade de México: Associación Filosófica Mexicana, 1999. (CD-Rom). Tradução croata em (122).
107. “Das Faktum der Vernunft: eine semantische Auslegung”. Homepage of the IX Internacional Kant Congress, 1999. (Resumo). Versão brasileira substancialmente ampliada em (114).
108. “O conceito de Trieb na psicanálise e na filosofia alemã”. In Machado, Jorge A. T. (Org.) Filosofia e Psicanálise um diálogo, pp. 97-157. Porto Alegre Edipuc, 1999. Reeditado em (209).
109. “Editorial”. Natureza Humana, vol. 1, n. 1, pp. 7-9, 1999.  (Em português).
110. “Editorial”. Natureza Humana, vol. 1, n. 1, pp. 7-9, 1999.  (Em inglês).
111. “Heidegger and Winnicott”. Natureza Humana, vol. 1, n. 1, pp. 103-135, 1999. Tradução brasileira em (175).
112. “É dizível o inconsciente?”. Natureza Humana, vol. 1, n. 2, pp. 323-385, 1999.
113. “Alguns escritos recentes sobre a ética em Heidegger”. Natureza  Humana, vol. 1, n. 2, pp. 447-455, 1999.  (Nota bibliográfica).
114. “O fato da razão uma interpretação semântica”. Analytica, vol. 4, n. 1, pp. 13-55, 1999. Versão alemã substancialmente ampliada de (107).
115. “A teoria winnicottiana do amadurecimento pessoal”. Infanto, vol. 7, suplemento 1, pp. 21-23, 1999.

• 2000

116. A semântica transcendental de Kant. Campinas: Unicamp/CLE, 2000.
117. “O princípio de bivalência e do terceiro excluído em Kant”. Studia kantiana, n. 2, pp. 105-137, 2000.
118. “A moralidade e o amadurecimento”. Atas do IX Encontro Latino-Americano sobre o Pensamento de D. W. Winnicott, pp. 300-316, Rio de Janeiro, SBPRJ, 20-22_10_2000.
119. “Ética da finitude”. In Oliveira, Manfredo A. de (Org.) Correntes fundamentais da ética contemporânea, pp. 65-77. Petrópolis Vozes, 2000.
120. “Sobre a ética em Heidegger e Wittgenstein”. Natureza Humana, vol. 2, n. 1, pp. 129-144, 2000.
121. “Is the Enlightenment an Outdated Program”. Proceedings of the Twentieth World Congress of Philosophy, v. 7, pp. 211-220. Philosophy Documentation Center, Bowling Green State University, 2000.
122. “Heideggerov nacrt hermeneuticke antropologije”. Filozofska istrazivanja, vol. 20, n. 4, pp. 672-680, 2000. Tradução croata de (106).
123. “O ‘animal humano’”. Natureza Humana, vol. 2, n. 2, pp. 351-397, 2000.

• 2001

124. “Das Faktum der Vernunft: eine semantische Auslegung”. Akten des IX. Internationalen Kant-Kongresses, vol. 3, pp. 63-71, 2001.
125. “Acerca da sintaxe e da semântica dos juízos estéticos”. Studia kantiana, vol. 3, n. 1, pp. 49-90, 2001. Edição revisada em (160).
126. “Ética originária e práxis racionalizada”. Manuscrito, vol. 24, n. 1, pp. 141-228, 2001. Reedição em (177) e (186).
127. “Além do inconsciente: sobre a desconstrução heideggeriana da psicanálise”. Natureza Humana, vol. 3, n. 1, pp. 91-140, 2001. Reeditado em (136) e edição revisada em (157)
128. Theodor Lipps, uma fonte desconhecida do paradigma freudiano”. Natureza Humana, vol. 3, n. 2, pp. 315-331, 2001.
129. “Esboço do paradigma winnicottiano”. Cadernos de História e Filosofia da Ciência, vol. 11, n. 2, pp. 7-58, 2001. Versão inglesa em (132).
130. “Os problemas éticos do tratamento da deficiência física”. Boletim de Psicologia, USP, vol. 51, n. 115, pp. 159-168, 2001.
131. “Sobre a aniquilação da coisa”. Revista Cult, março de 2001, pp. 50-54.

• 2002

132. “Winnicott’s Paradigm Outlined”. Revista latinoamericana de psicopatologia fundamental, vol. 5, n. 1, pp. 61-98, 2002. Versão inglesa de (129) e edição ampliada com novo título em (229).
133. A semântica transcendental de Kant. 2ª. ed. Campinas: Unicamp, 2002. Ver (158) 3. ed.
134. "Breve nota sobre Heidegger como leitor de Jünger". Natureza Humana, vol. 4, n. 1, pp. 217-220, 2002.
135. “Semântica kantiana das ideias práticas”. Actas del X Congresso Nacional de Filosofia (Huerta Grande, 1999), pp. 56-59, Córdoba, Associación Filosófica Argentina (AFRA), 2002. (CD-Rom).
136. “Além do inconsciente sobre a desconstrução heideggeriana da psicanálise”. In Oliveira, Nythamar & Timm, Ricardo (Orgs.) Fenomenologia hoje II, pp. 269-315 Porto Alegre: EDIPUCRS, 2002. Reedição de (127) e edição revisada em (157).
137. “Binswanger, leitor de Heidegger: um equívoco produtivo? Natureza Humana vol. 4 n. 2 pp. 383-413 2002.”. Tradução francesa em (222).
138. “Sloterdijk, Peter: Nicht gerettet. Versuche nach Heidegger. Natureza Humana vol. 4 n. 2 pp. 453-461 2002. (Resenha).

• 2003

139. “As duas metafísicas de Kant”. Kant e-Prints, vol 2, n. 5, pp. 1-10, 2003. Reeditado em (140).
140. “As duas metafísicas de Kant”. In Oliveira, Nythamar F. de & Souza, Draiton G. de (Orgs.) Justiça e política homenagem a Otfried Höffe, pp. 305-318. Porto Alegre EDIPUCRS, 2003. Reedição de (139).
141. Sobre a responsabilidade. Porto Alegre EDIPUCRS, 2003.
142. “O problema fundamental da semântica jurídica de Kant”. In Smith, Plínio J. & Wrigley, Michael B. (Orgs.) O filósofo e a sua história uma homenagem a Oswaldo Porchat, pp. 477-520. Campinas: Coleção CLE, Unicamp, 2003. Edição revisada em (161) e (172), e tradução inglesa em (226).
143. “O CLE e o Círculo de Viena a Campinas”. In D’Ottaviano, Ítala, M. L. et al. (Orgs.): CLE/SBL 25 anos, pp. 27-28. Campinas: CLE, 2003. (Resumo).  
144. “De Kant a Freud: um roteiro”. Kant e-Prints, vol. 2, n. 8, pp. 1-12, 2003. Reedição em (146).
145. "Immanuel Kant: Observações referentes a Sobre o órgão da alma”. Tradução do alemão e notas, Natureza Humana, vol. 5, n. 1, pp. 223-229, 2003.
146. “De Kant a Freud: um roteiro. Natureza Humana, vol. 5, n. 1, pp. 231-245, 2003. Reedição de (144).

• 2004

147. “Dizendo a verdade podemos ser intolerantes?”. XV Congresso Interamericano de Filosofia, Lima (Peru), 12-16/01/2004. (CD-Rom).
148. “A linguagem objetificante de Kant e a linguagem não-objetificante em Heidegger”. III Colóquio do Círculo Latino-Americano de Fenomenologia (CLAFEN), Lima (Peru), 12-16/01/2004. (CD-Rom). Reedição em (152) e (153).
149. Ética e finitude. 2ª. ed. São Paulo Escuta, 2004. Edição na forma de livro de (64), Primeira edição em (72).
150. Heidegger. Rio de Janeiro Jorge Zahar, 2004.
151. “Kant, uma revolução ainda em curso”. A Tarde, Suplemento Cultural, pp.10-11, 16102004.
152. “A linguagem objetificante de Kant e a linguagem não-objetificante de Heidegger”. Natureza Humana, vol. 6, n. 1, pp. 9-27, 2004. Reedição de (148).

• 2005

153. “A linguagem objetificante de Kant e a linguagem não-objetificante de Heidegger”. Acta Fenomenólogica Latinoamericana, vol. 2, pp. 35-49. Bogotá: Editora San Pablo, 2005. Reedição de (148).
154. “Os problemas da razão pura e a semântica transcendental”. Dois Pontos, vol. 2, n. 2, pp. 113-128, 2005. Edição revisada em (159), (169) e (214).
155. “Kant e o pretenso direito de mentir”. In Marques, José Oscar (Org.) Verdades e mentiras: 30 ensaios em torno de Jean-Jacques Rousseau, pp. 73-97. Juí Editora UNIJUÍ, 2005. Edição revisada em (171).
156. “A máquina no homem”. In Fulgencio, Leopoldo & Simanke, Richard (Orgs.) Freud na filosofia brasileira, pp. 239-255. São Paulo Escuta, 2005. Edição revisada de (94).
157. “Além do inconsciente sobre a desconstrução heideggeriana da psicanálise”. In Fulgencio, Leopoldo & Simanke, Richard (Orgs.) Freud na filosofia brasileira, pp. 257-304. São Paulo: Escuta, 2005. Edição revisada de (127) e (136).
158. A semântica transcendental de Kant. 3ª. ed. Campinas: Unicamp, CLE, 2005.
159. “Os problemas da razão pura e a semântica transcendental”. In Perez, Daniel Omar (Org.) 2005 Kant no Brasil, pp. 213-229. São Paulo Escuta, 2005. Edição revisada de (154) e reeditada em (169) e (214).
160. “Acerca da sintaxe e da semântica dos juízos estéticos”. In Perez, Daniel Omar (Org.) Kant no Brasil, pp. 231-271. São Paulo Escuta, 2005. Edição revisada de (125).
161. “O problema fundamental da semântica jurídica de Kant”. In Perez, Daniel Omar (Org.) Kant no Brasil, pp. 273-313. São Paulo Escuta, 2005. Edição revisada de (142), reeditada em (172) e tradução inglesa em (226).
162. “Da representação das coisas às coisas elas mesmas”. Representaciones, vol. 1, n. 1, pp. 37-58, 2005.
163. “A fabricação dos humanos”. Manuscrito (Festschrift em homenagem a Ítala M. Loffredo D´Ottaviano), vol. 28, n. 2, pp. 391-415, 2005. Reeditado em (167).
164. “Elementos da teoria winnicottiana da sexualidade. Natureza Humana, vol. 7, n. 2, pp. 311-358, 2005”. Tradução inglesa em (215).
165. “Um novo paradigma”. Revista Viver mente e cérebro. Coleção Memória da psicanálise, vol. 5 Winnicott, pp. 52-63. São Paulo Editorial Duetto, 2005.
166. Cristicism and semantics”. Resumos do X Congresso Kant Internacional - Direito e paz na Filosofia de Kant. São Paulo UNICAMP, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, 2005.
167. “A fabricação dos humanos”. In Alves, Pedro et al. (Orgs.) Humano e inumano a dignidade do homem e os novos desafios, pp. 31-48. Atas do Segundo Congresso Internacional da Associação Portuguesa de Filosofia. Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, 2005. Reedição de (163).
168. “De Freud a Winnicott: aspectos de uma mudança paradigmática”. In Fulgencio, Leopoldo (Org.): Filosofia da psicanálise, pp. 21-47. Coleção Natureza Humana, vol. 1, 2005. Reeditado em (221). Texto diferente do publicado em (229).

• 2006

169. “Os problemas da razão pura e a semântica transcendental”. In Salles, João Carlos (Org.): Plenárias da ANPOF, 2004-2006, pp. 239-258. Salvador: Quarteto, 2006. Reedição de (154) e (159) e Reeditada em (214).
170. “O projeto crítico de Kant”. In Salles, João Carlos et al. (Orgs.): Livro de atas do XII Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF, pp. 562-563. Salvador: ANPOF, 2006. (Resumo).
171. “Kant e o pretenso direito de mentir”. Kant e-Prints, série 2, vol. 1, n. 2, pp. 57-72, 2006. Edição revisada de (155).
172. “O problema fundamental da semântica jurídica de Kant”. Themis, ano 7, n. 12, pp. 15-46, 2006. Revisada de (142), Reedição de (161) e versão inglesa em (226).
173. “Projeto Editorial de Kant e-Prints”. Kant e-Prints, www.cle.unicamp.br/kant-e- prints, 2006.
174. “Projeto Editorial de Winnicott e-Prints”. Winnicott e-Prints, dwwe.com.br/revistas/winnicott-e-prints, 2006.
175. “Heidegger e Winnicott”. Winnicott e-Prints, série 2, vol. 1, n. 2, pp. 7-23, 2006.  Tradução brasileira de (111).

• 2007

176. “Prefácio”. In Heck, José N. (Org.) Da razão prática ao Kant tardio, pp. 15-18. Porto Alegre EDIPUCRS, 2007.
177. “A ética originária e a práxis racionalizada”. In Naves de Brito, Adriano (Org.) Ética questões de fundamentação, pp. 167-237. Brasília UnB, 2007. Reedição de (126).
178. “O nascimento em Winnicott e Heidegger”. In. Simanke, Richard et al. (Orgs.): II Congresso Internacional de Filosofia da Psicanálise, Livro de Resumos, p. 27. São Carlos: GT Filosofia e Psicanálise da ANPOF, 2007. (Resumo).
179. “Objetificação e intolerância”. Natureza Humana, vol. 9. n. 1, pp. 51-95, 2007.
180. “Natureza humana como domínio de aplicação dos conceitos da religião da razão”. Kant e-Prints, série 2, vol. 2, n. 1, pp. 73-91, 2007. Reeditado em (208).
181. “Kant´s Semantic Turn”. Kant e-Prints, série 2, vol. 2, n. 1, pp. 105-115, 2007.
182. “Introduction”. In Loparic, Zeljko et al. (Orgs.): Phenomenolgy 2005, pp. 13-31, vol. 2. Bucareste: Zeta Books, 2007.
183. “Heidegger on Anthropology”. In Loparic, Zeljko et al. (Orgs.): Phenomenolgy 2005, pp. 271-302, vol. 2. Bucareste: Zeta Books, 2007.
184. “Origem em Heidegger e Winnicott”. Winnicott e-Prints, série 2, vol. 2, n. 1, pp. 28-44, 2007. Reeditado em (191) e (195).
185. Loparic, Zeljko et. al: “Diferenças essenciais na concepção do objeto de estudo da psicologia em Wundt e Brentano”. Resumos do 16. Encontro de Iniciação Científica da PUC-SP, p. 36. São Paulo: PUC-SP, 2007.
186. “Ética originária e práxis racionalizada”. In Dall´Agnol, Darlei (Org.) Verdade e responsabilidade a filosofia de Ernst Tugendhat, pp. 263-344. Florianópolis UFSC, 2007. Reedição de (126)

• 2008

187. “O paradigma winnicottiano e o futuro da psicanálise”. Revista Brasileira de Psicanálise, vol. 42, n. 1, pp. 137-150, 2008.
188. “Apresentação”. In Fulgencio, Leopoldo: O método especulativo em Freud, pp. 9-15. São Paulo Educ, 2008.
189. “Solução kantiana do problema fundamental da religião”. In Peres, Daniel T. et al. (Orgs.) Tensões e passagens: Filosofia crítica e modernidade, pp. 87-120. São Paulo, 2008
190. “Os desafios da biotecnologia e os limites da hermenêutica heideggeriana”. In Timm de Souza, Ricardo et al. (Orgs.) Fenomenologia hoje III: bioética, biotecnologia, biopolítica, pp. 669-686.Porto Alegre: EDIPUCRS, 2008.
191. “Origem em Heidegger e Winnicott”. Borges-Duarte, Irene (Org.): A morte e a origem em torno de Heidegger e Freud, pp. 99-122. Lisboa Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, 2008. Reedição de (184).
192. “Winnicott e a atitude antissocial”. Programas e Resumos. Rio de Janeiro, III Encontro Nacional de Pesquisadores em Filosofia e Psicanálise “Psicanálise e Sociedade”, p. 41, 24-27/11/2008.
193. “Kant entre o ficcionalismo de Vaihinger e a fenomenologia de Heidegger”., Aprender, ano 6, n. 10, pp. 73-100, 2008. Reeditado em (203) e (224).
194. “A metafísica e o processo de objetificação”. Natureza Humana, vol. 10, n. 2, pp. 9- 44, 2008
195. “Origem em Heidegger e Winnicott”. In Aires, Suely & Ribeiro, Caroline (Orgs.): Ensaios de filosofia e psicanálise, pp. 41-65. Campinas Mercado de Letras, 2008. Reedição de (184).
196. "O ficionalismo de Osiander". Cadernos de História e Filosofia da Ciência, série 3, vol. 18, n. 1, pp. 227-251, 2008. Reedição parcial de (3).
197. “Andreas Osiander: Prefácio ao De revolutionibus orbium coelestium, de Copérnico”. Cadernos de História e Filosofia da Ciência, série 3, vol. 18, n. 1, pp. 253-257, 2008. Reedição parcial de (3). (Tradução)
198. “O modelo Winnicott de atendimento ao adolescente em conflito com a lei” (em colaboração com Elsa Oliveira Dias). Winnicott e-Prints, série 2, vol. 3, n. 1/2, pp. 47-60, 2008.

• 2009

199. Loparic, Z. (Org.): A Escola de Kyoto e o perigo da técnica. São Paulo: DWW editorial, 2009.
200. “A Escola de Kyoto no Brasil”. In Loparic, Z. (Org.), pp. 7-18. A Escola de Kyoto e o perigo da técnica. São Paulo DWW editorial, 2009.
201. “Metafísica e técnica em Heidegger”. In Loparic, Z. (Org.) A Escola de Kyoto e o perigo da técnica, pp. 207-244. São Paulo DWW editorial, 2009.
202. “On the Unavoidable Tasks of Pure Reason”. Kant e-Prints, vol. 3, n. 2, pp. 193-209, 2009.
203. “Kant entre o ficcionalismo de Vaihinger e a fenomenologia de Heidegger”. In Cepeda, M & Arango, R (Orgs.) Alteridad y amistad Homenaje a Carlos B. G., pp. 503-521. Reedição de (193).
204. “A metafísica e o processo de objetificação”. In Bauchwitz, Oscar Federico et al. (Orgs.): Metafísica: ontologia e história: Atas do II colóquio internacional de metafísica. Natal EDUFRN, 2009.
205. “A razão kantiana e seus problemas teóricos”. Caderno de Resumos do XI Colóquio Kant, p. 8, SKB, Seção de Campinas, 03-06/08/2009.
206. “Martin Heidegger e os fundamentos da existência”. In de Almeida, Jorge & Bader, Wolfgang (Orgs.): Pensamento alemão no século XX: grandes protagonistas e recepção das obras no Brasil, vol. 1, pp. 97-119. 2009.
207. “Os casos clínicos como exemplares do paradigma winnicottiano”. Winnicott e-Prints, série 2, vol. 4, n. 1/2, 2009.
208. “Natureza humana como domínio de aplicação dos conceitos da religião da razão”. In Marques, Ubirajara Rancan de Azevedo & Martins,  Clélia Aparecida (Orgs.): Kant e o kantismo: heranças interpretativas, pp. 249-274. São Paulo: Brasiliense, 2009. Reedição de (180).
209. “O conceito de Trieb na psicanálise e na filosofia alemã”. Revista Ideação, vol. 1, n. 22, pp. 23-107, 2009. Reedição de (108).

• 2010

210. “Os juízos de gosto sobre a arte na terceira Crítica”. Kant e-Prints, série 2, vol. 5, n. 1, pp. 119-141, 2010. Reeditado em (211).
211. “Os juízos de gosto sobre a arte na terceira Crítica”. In Marques, Ubirajara Rancan de Azevedo (Org.): Kant e a música, pp. 29-60. São Paulo Barcarolla, 2010. Reedição de (210).
212. “Prefácio”. In Santos, Eder Soares: Winnicott e Heidegger: aproximações e distanciamentos, pp. 15-18. São Paulo: DWW editorial, 2010.
213. “Winnicott´s Paradigm Illustrated by Clinical Cases”. In International Society of Psychoanlaysis and Philosophy (Org.): Function and Field of Clinical Concepts. São Paulo: USP, 2010. (Resumo).
214. “Os problemas da razão pura e a semântica transcendental”. In Santos, Leonel Ribeiro dos et al. (Orgs.): Was ist der Mensch, pp. 303-314. Lisboa, 2010. Edição reeditada de (154), (159) e (169).
215. “Elements of Winnicott’s Theory of Sexuality”. Winnicott e-Prints, série 2, vol. 5, n. 1, 2010. Tradução inglesa de (164).
216. “Winnicott clínico”. Natureza Humana, vol. 12, n. 2, 2010. Reeditado em (223).

• 2011

217. “Prefácio à edição brasileira”. In Dessain, Béatrice: Winnicott: ilusão ou verdade, pp. 9-14. Belo Horizonte: Loyola, 2011.
218. “A ética da lei e a ética do cuidado”. Caderno de Resumos, XVI Colóquio Winnicott Internacional, pp. 29-30. São Paulo DWW editorial, 2011.
219. Loparic, Zeljko & Dias, Elsa O. (Orgs.): Winnicott na Escola de São Paulo. São Paulo: DWW editorial, 2011.
220. “Prefácio” (em colaboração com Elsa Oliveira Dias). In Dias, Elsa O. & Loparic, Zeljko (Orgs.): Winnicott na Escola de São Paulo, pp. 9-17. São Paulo DWW editorial, 2011.
221. “De Freud a Winnicott: aspectos de uma mudança paradigmática”. In Dias, Elsa O. & Loparic, (Orgs.): Winnicott na Escola de São Paulo, pp. 29-58. São Paulo DWW, 2011. Reedição de (168). Texto diferente do publicado em (229).
222. “Binswanger lecteur de Heidegger un malentendu productif”. In Leroy-Viémon, B. (Org.): 2011 Ludwig Binswanger Philosophie, Anthropologie clinique, Daseinsanalyse, pp. 63-87. Argenteuil: Le Cercle Herméneutique Éditeur, 2011. Tradução francesa de (137).
223. “Winnicott clínico”. In Reis, Rosa (Org.): O pensamento de Winnicott: a clínica e a técnica, pp. 59-84. São Paulo: DWW editorial, 2011. Reedição de (216).
224. “Kant entre o ficcionalismo de Vaihinger e a fenomenologia de Heidegger”. In Feron, Olivier (Org.): Figuras da racionalidade neokantismo e fenomenologia, pp. 39-57. Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, 2011. Reedição de (193).
225. “A existência psicossomática e a ética do cuidado”. Caderno de resumos do I Colóquio Internacional Winnicottiano. IV Colóquio Winnicott do Triângulo Mineiro, p. 24, 2011. (Resumo)

• 2012

226. “The Fundamental Problem of Kant’s Juridical Semantics”. In Rauscher, Frederick & Perez, Daniel Omar (Orgs.): Kant in Brazil, pp. 206-235. University of Rochester Press: Rochester, 2012. Tradução inglesa de (142), (161) e (172).
227. “O problema da integração da técnica”. Ekstasis, vol. 1. n. 1, pp. 24-45, 2012.
228. “Winnicott e Jung”. Winnicott e-Prints, vol. 7, n. 2, pp. 82-131, 2012. Ampliado e reeditado em (239).

• 2013

229. “From Freud to Winnicott: Aspects of a Paradigm Change”. In Abram, Jan (Org.), 2012: Donald Winnicott Today, pp. 113-156. London Routledge, 2013. Edição ampliada com novo título de (132). Texto diferente do publicado em (168) e (221).
230. Loparic, Zeljko (Org.): Winnicott e a ética do cuidado. São Paulo: DWW editorial, 2013.
231. “Apresentação”. In Loparic, Zeljko (Org.): Winnicott e a ética do cuidado, pp. 7-10. São Paulo DWW editorial, 2013.
232. “A ética da lei e a ética do cuidado”. In Loparic, Zeljko (Org.): Winnicott e a ética do cuidado, pp. 19-53. São Paulo DWW editorial, 2013.
233. “Os problemas da razão pura e a semântica transcendental”. In Faggion, Andrea & Beckenkamp, Joãozinho (Orgs.): Temas semânticos em Kant, pp. 19-36. São Paulo DWW, 2013
234. “Ultrapassamento ou integração da técnica”. In Casanova, M. A. & Melo, R. F. (Orgs.): Fenomenologia hoje IV Fenomenologia, ciência e técnica, pp. 11-39. Rio de Janeiro Viaverita, 2013.
235. “O pai e o monoteísmo em Winnicott”. Winnicott e-Prints, vol. 8, n. 1, pp. 78-102, 2013 Reeditado em (238).

• 2014

236. “Reflexões sobre história da filosofia”. In Angioni, L. & Garcia, L. M. (Orgs.) Labirintos da Filosofia Festschrift aos 60 anos de Oswaldo Giacoia Jr., pp. 469-474. Campinas Editora Phi, 2014.
237. “O Deus da alcova e o Deus do berço”. In Angioni, L. & Garcia, L. M. (Orgs.): Labirintos da Filosofia Festschrift aos 60 anos de Oswaldo Giacoia Jr, pp. 301-316. 2014
238. “O pai e o monoteísmo em Winnicott”. In Rosa, Claudia Dias (Org.): E o pai? Uma abordagem winnicottiana, pp. 63-91. São Paulo DWW editorial, 2014. Reedição de (235).
239. Winnicott e Jung. São Paulo: DWW editorial. Coleção Winnicott em Foco, 2014. Reedição ampliada de (228).
240. Release of the International Research Group on Winnicott´s Paradigm (IRG-WP)”. www.iwassociation.com.br, 2014.
241. “Release of the Winnicott Dictionary”. www.iwassociation.org/winnicott-dictionary, 2014.
242. “Temporalidade e regressão”. Winnicott e-Prints, vol. 9, n. 2, pp. 1-19, 2014. Reeditado em (245).
243. “The Winnicott Dictionary Project”. Winnicott e-Prints, vol. 9, n. 2, pp. 1-23, 2014.
244. “Projeto do Dicionário Winnicott”. Natureza Humana, vol. 16, n. 2, pp. 1-15, 2014.
245. “Temporalidade e regressão”. Revista Se..., Não..., vol. 5, n. 2, pp. 223-242, Associação Portuguesa de Psicanálise e Psicoterapia Psicanalítica – APPPP, Lisboa, 2014. Reedição de (242).

• 2015

246. “Martin Heidegger: contribuições à Filosofia (Do acontecimento apropriador)”. Natureza Humana, vol. 17, n. 1, pp. 127-134, 2015. (Resenha).
247. “Posfácio”. In Belo, R. O percurso de um psicanalista. Sessões de análise revisitadas, pp. 141-143. Lisboa Coisas de Ler, 2015.
248. “Prefácio”. In Pondé, D. O conceito de medo em Winnicott, pp. 11-13. São Paulo DWW editorial, 2015.
249. “Prefácio”. In Oliveira, J. & Guimarães, M. L. (Orgs.): Diálogo sobre o tempo: Entre filosofia e história. Curitiba PUCPRESS, 2015.
250. “Prefácio”. In Scherer, F. C. Intuição e dedução em Reagulae de Descartes: uma leitura alternativa, pp. 13-23. São Paulo DWW editorial, 2015.

• 2016

251. “A virada de Heidegger”. Folha de São Paulo, Caderno Ilustríssima, 03_01_2016.
252. “A revolução do cuidado”. Folha de São Paulo, Caderno Ilustríssima, 08/05/2016.
253. “Caráter interdisciplinar da clínica winnicottiana”. Caderno de resumos do XXI Colóquio Winnicott Internacional, p. 22, 2016. (Resumo).
254. Zeljko Loparic”. Bulettin heideggerien, n. 6, pp. 31-34, 2016. (Parte do artigo “Heidegger au Brésil. Présentation des chercheurs, panorama des recherches”, de André de Macedo Duarte, Bulettin heideggerien, n. 6, pp. 28-50, 2016).
255. Loparic, Z., et al. (Orgs.): Pluralismo na psicanálise. Curitiba: Pucpress, 2016.
256. “Achievements of Winnicott´s Revolution”. In Loparic, Z., et al. (Orgs.): Pluralismo na psicanálise, pp. 131-155. Curitiba Pucpress, 2016. Reeditado em (258).

• 2017

257. Loparic, Z. & Ribeiro, Caroline V. (Orgs): Winnicott and the Future of Psychoanalysis. São Paulo: DWW editorial, 2017. (Edição eletrônica).
258. “Achievements of Winnicott´s Revolution”. In Loparic, Z. & Ribeiro, Caroline V. (Orgs): Winnicott and the Future of Psychoanalysis. São Paulo DWW editorial, 2017. (Edição eletrônica). Reedição de (256).
259. “Esboço do paradigma winnicottiano”. In Motta, C. J. & Piza, S. (Orgs.): Thomas Kuhn e as ciências humanas. São Paulo: DWW editorial, 2017. (Edição eletrônica).

• 2018

260. "Winnicotts paradigm shift in psychoanalytic theory and practice", in Joyce, A. (org.) (2018): Donald Winnicott and the History of the Present. Understanding the Man and his Work London: Karnac.