Entre em contato: (11) 3676-0635 e (11) 9 9611-4805

Winnicott

Já nos anos 1990, comecei a perceber no desenvolvimento teórico de Winnicott uma teoria científica, que concebe as questões de saúde como problemas do existir humano, que surgem ao longo do processo de amadurecimento (chegar, ou não, ao mundo, tornar-se ou não, manter-se ou não um existente e, finalmente, ser capaz, ou não, de deixar o mundo), oferecendo para esses problemas procedimentos de solução, isto é, de tratamento, eficientes. Reconheci, ainda, que o conceito de natureza humana, tal como formulado por Winnicott, possui dimensões que chamam para um diálogo com a antropologia de Kant e de Heidegger; mais do que isso, esse conceito ajuda a compreender melhor os interesses profundos desses dois filósofos. Em suma, constatei que Winnicott produziu uma antropologia (teoria do desdobramento no tempo da natureza humana), uma patologia maturacional e uma terapia igualmente maturacional, relacionada aos estágios de amadurecimento, que pode ser usada na execução bem-sucedida da atividade de resolução dos problemas do existir humano. Não tive dificuldade em concluir que o pensamento de Winnicott admite ser estruturado mediante o conceito kuhniano de paradigma científico, quando devidamente adaptado para essa tarefa.

• 1994

( 1 ) 68. Loparic, Z. (1994). Winnicott e Heidegger: primeiras aproximações. Anais do III Encontro Latino-Americano sobre o Pensamento de D. W. Winnicott, 1, 245-254. Porto Alegre: Grupo de Estudos Psicanalíticos de Pelotas. Versão modificada em (72).

• 1995

( 2 ) 72. Loparic, Z. (1995). Winnicott e Heidegger: afinidades. Boletim de novidades, janeiro de 1995 (pp. 53-60). São Paulo: Pulsional. Versão modificada de (68).
( 3 ) 83. Loparic, Z. (1995). Winnicott e o pensamento pós-metafísico. Psicologia USP, 6(2), 39-61. Reeditado em (86).

• 1996

( 4 ) 86. Loparic, Z. (1996). Winnicott e o pensamento pós-metafísico. In I. F. M. Catafesta (org.), D. W. Winnicott na Universidade de São Paulo (pp. 21-45). São Paulo: Lemos. Reedição de (83). Tradução espanhola em (107).
( 5 ) 88. Loparic, Z. (1996). Winnicott: uma psicanálise não-edipiana. Percurso, (17), 41-47. Revisto e reeditado em (99).

• 1997

( 6 ) 96. Loparic, Z. (1997). Winnicott e M. Klein: conflito de paradigmas. In I. F. M. Catafesta (org.), A clínica e a pesquisa no final do século Winnicott e a Universidade (pp. 43-60). São Paulo: IPUSP.
( 7 ) 97. Loparic, Z. (1997). A máquina no homem. Psicanálise e Universidade, (7), 14-32. Edição revisada em (161)
( 8 ) 99. Loparic, Z. (1997). Winnicott uma psicanálise não-edipiana. Revista de Psicanálise da SPPA, 4(2), 375-387. Reedição revista de (88).

• 1998

( 9 ) 107. Loparic, Z. (1998). Winnicott y el pensamiento posmetafísico. Postdata, 2(3), 137-159. Tradução espanhola de (86).

• 1999

( 10 ) 114. Loparic, Z. (1999). Heidegger and Winnicott. Natureza Humana, 1(1), 103-135. Tradução brasileira em (180).
( 11 ) 118. Loparic, Z. (1999). A teoria winnicottiana do amadurecimento pessoal. Infanto, 7, suplemento 1, 21-23.

• 2000

( 12 ) 121. Loparic, Z. (2000). A moralidade e o amadurecimento. Atas do IX Encontro Latino-Americano sobre o Pensamento de D. W. Winnicott, 20-22/10/2000, (pp. 300-316), Rio de Janeiro: SBPRJ.
( 13 ) 126. Loparic, Z. (2000). O "animal humano". Natureza Humana, 2(2), 351-397.

• 2001

( 14 ) 129. Loparic, Z. (2001). Ética originária e práxis racionalizada. Manuscrito, 24(1), 141-228. Reeditado em (182) e (191).
( 15 ) 132. Loparic, Z. (2001). Esboço do paradigma winnicottiano. Cadernos de História e Filosofia da Ciência, 11(2), 7-58. Versão inglesa em (136).
( 16 ) 133. Loparic, Z. (2001). Os problemas éticos do tratamento da deficiência física. Boletim de Psicologia, 51(115), 59-168. São Paulo, USP.

• 2002

( 17 ) 136. Loparic, Z. (2002). Winnicott’s Paradigm Outlined. Revista latinoamericana de psicopatologia fundamental, 5(1), 61-98.  Versão inglesa de (132) e edição ampliada com novo título em (236).

• 2005

( 18 ) 161. Loparic, Z. (2005). A máquina no homem. In L. Fulgencio & R. Simanke (orgs.), Freud na filosofia brasileira (pp. 239-255). São Paulo: Escuta. Edição revisada de (97).
( 19 ) 168. Loparic, Z. (2005). A fabricação dos humanos. Manuscrito (Festschrift em homenagem a Ítala M. Loffredo D´Ottaviano), 28(2), 391-415. Reeditado em (172).
( 20 ) 169. Loparic, Z. (2005). Elementos da teoria winnicottiana da sexualidade. Natureza Humana, 7(2), 311-358. Tradução inglesa em (221).
( 21 ) 170. Loparic, Z. (2005). Um novo paradigma. Revista Viver mente e cérebro. Coleção Memória da psicanálise, vol. 5 - Winnicott, pp. 52-63. São Paulo: Editorial Duetto.
( 22 ) 172. Loparic, Z. (2005). A fabricação dos humanos. In P. Alves, et al. (orgs.), Humano e inumano a dignidade do homem e os novos desafios. Atas do Segundo Congresso Internacional da Associação Portuguesa de Filosofia, (pp. 31-48). Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa. Reedição de (168).
( 23 ) 173. Loparic, Z. (2005). De Freud a Winnicott: aspectos de uma mudança paradigmática. In L. Fulgencio (org.), Filosofia da psicanálise (pp. 21-47). Coleção Natureza Humana, 1. Reeditado em (227). Texto diferente do publicado em (236).

• 2006

( 24 ) 179. Loparic, Z. (2006). Projeto Editorial de Winnicott e-Prints. Winnicott e-Prints, dwwe.com.br/revistas/winnicott-e-prints.
( 25 ) 180. Loparic, Z. (2006). Heidegger e Winnicott. Winnicott e-Prints, série 2, 1(2), 7-23.  Tradução brasileira de (114).

• 2007

( 26 ) 182. Loparic, Z. (2007). A ética originária e a práxis racionalizada. In A. N. Brito (org.), Ética questões de fundamentação, (pp. 167-237). Brasília: UnB. Reedição de (129) e Reeditado em (191).
( 27 ) 183. Loparic, Z. (2007). O nascimento em Winnicott e Heidegger. In R. Simanke, et al. (orgs.), II Congresso Internacional de Filosofia da Psicanálise, Livro de Resumos (p. 27). São Carlos: GT Filosofia e Psicanálise da ANPOF. (Resumo).
( 28 ) 189. Loparic, Z. (2007). Origem em Heidegger e Winnicott. Winnicott e-Prints, série 2, 2(1), 28-44. Reeditado em (197) e (201).
( 29 ) 191. Loparic, Z. (2007). Ética originária e práxis racionalizada. In Dall´Agnol, D. (org.), Verdade e respeito - A filosofia de Ernst Tugendhat (pp. 263-344). Florianópolis: UFSC. Reedição de (129)(182).  
( 30 ) 192. Loparic, Z. (2007). O nascimento em Winnicott e Heidegger. In Simanke, R. T., Bocchi, J., Barbelli, I., Caropreso, F. & Menéndez, J. G. (orgs.), II Congresso internacional de Filosofia da psicanálise (p. 27). São Carlos: GT Filosofia e Psicanálise – ANPOF. (Resumo).

• 2008

( 31 ) 193. Loparic, Z. (2008). O paradigma winnicottiano e o futuro da psicanálise. Revista Brasileira de Psicanálise, 42(1), 137-150.
( 32 ) 197. Loparic, Z. (2008). Origem em Heidegger e Winnicott. In I. Borges-Duarte (org.), A morte e a origem em torno de Heidegger e Freud (pp. 99-122). Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa. Reedição de (189) e Reeditado em  (201).
( 33 ) 198. Loparic, Z. (2008). Winnicott e a atitude antissocial. Programas e Resumos do III Encontro Nacional de Pesquisadores em Filosofia e Psicanálise: “Psicanálise e Sociedade” 24-27/11/2008, (p. 41). Rio de Janeiro: UFF. 
( 34 ) 201. Loparic, Z. (2008). Origem em Heidegger e Winnicott. In S. Aires & C. Ribeiro (orgs.), Ensaios de filosofia e psicanálise (pp. 41-65). Campinas: Mercado de Letras. Reedição de (189).
( 35 ) 204. Dias, E. O. & Loparic, Z. (2008). O modelo Winnicott de atendimento ao adolescente em conflito com a lei. Winnicott e-Prints, série 2, 3(1/2), 47-60.

• 2009

( 36 ) 213. Loparic, Z. (2009). Os casos clínicos como exemplares do paradigma winnicottiano. Winnicott e-Prints, série 2, 4(1/2).

• 2010

( 37 ) 218. Loparic, Z. (2010). Prefácio. In E. S. Santos, Winnicott e Heidegger: aproximações e distanciamentos (pp. 15-18). São Paulo: DWW Editorial.
( 38 ) 219. Loparic, Z. (2010). Winnicott´s Paradigm Illustrated by Clinical Cases. In International Society of Psychoanlaysis and Philosophy (org.),  Function and Field of Clinical Concepts. São Paulo: USP.  (Resumo).
( 39 ) 221. Loparic, Z. (2010). Elements of Winnicott’s Theory of Sexuality. Winnicott e-Prints, série 2, 5(1)1.  Tradução inglesa de (169).
( 40 ) 222. Loparic, Z. (2010). Winnicott clínico. Natureza Humana, 12(2). Reeditado em (229).

• 2011

( 41 ) 223. Loparic, Z. (2011). Prefácio à edição brasileira. In B. Dessain, Winnicott: ilusão ou verdade (pp. 9-14). Belo Horizonte: Loyola.
( 42 ) 224. Loparic, Z. (2011). A ética da lei e a ética do cuidado. Caderno de Resumos do XVI Colóquio Winnicott Internacional (pp. 29-30). São Paulo: DWW Editorial.
( 43 ) 225. Dias, E. O. & Loparic, Z. (orgs.), (2011). Winnicott na Escola de São Paulo. São Paulo: DWW Editorial.
( 44 ) 226. Dias, E. O. & Loparic, Z. (2011). Prefácio. In E. O. Dias & Z. Loparic (orgs.), Winnicott na Escola de São Paulo (pp. 9-17). São Paulo: DWW Editorial.
( 45 ) 227. Loparic, Z. (2011). De Freud a Winnicott: aspectos de uma mudança paradigmática. In E. O. Dias & Z. Loparic (orgs.), Winnicott na Escola de São Paulo (pp. 29-58). São Paulo: DWW Editorial. Reedição de (173). Texto diferente do publicado em (236).
( 46 ) 229. Loparic, Z. (2011). Winnicott clínico. In R. Reis (org.), O pensamento de Winnicott: a clínica e a técnica (pp. 59-84). São Paulo: DWW Editorial. Reedição de (222).
( 47 ) 231. Loparic, Z. (2011). Mudanças paradigmáticas e o progresso da psicanálise. In Ibertis, C., Ribeiro, C. V., Fernandes, S. A. F. & Aires, S. (orgs.), IV Congresso internacional de filosofia da psicanálise. Livro de Resumos (pp. 210-211). Salvador: UFBA: UFRB: UEFS. (Resumo).
( 48 ) 232. Loparic, Z. (2011). A existência psicossomática e a ética do cuidado. Caderno de resumos do I Colóquio Internacional Winnicottiano. IV Colóquio Winnicott do Triângulo Mineiro (p. 24). (Resumo)

• 2012

( 49 ) 235. Loparic, Z. (2012). Winnicott e Jung. Winnicott e-Prints, 7(2), pp. 82-131. Ampliado e reeditado em (247).

• 2013

( 50 ) 236. Loparic, Z. (2013). From Freud to Winnicott: Aspects of a Paradigm Change. In J. Abram (org.), Donald Winnicott Today (pp. 113-156). London: Routledge. Edição ampliada com novo título de (136). Texto diferente do publicado em (173) e (227).
( 51 ) 237. Loparic, Z. (org.). (2013). Winnicott e a ética do cuidado. São Paulo: DWW Editorial.
( 52 ) 238. Loparic, Z. (2013). Apresentação. In Z. Loparic (org.), Winnicott e a ética do cuidado (pp. 7-10). São Paulo: DWW Editorial.
( 53 ) 239. Loparic, Z. (2013). A ética da lei e a ética do cuidado. In Z. Loparic (org.), Winnicott e a ética do cuidado (pp. 19-53). São Paulo: DWW Editorial.
( 54 ) 242. Loparic, Z. (2013). O pai e o monoteísmo em Winnicott. Winnicott e-Prints, 8(1), 78-102. Reeditado em (246).
( 55 ) 243. Loparic, Z. (2013). Winnicott e Freud: mudanças na teoria psicanalítica da cultura. In Carone, A. M., Silveira, L., Ibertis, C., Pontes, S. A., Bocca, F. V., Bocchi, J. & Almeida, J. J. R. L. (orgs.), V Congresso internacional de filosofia da psicanálise. Livro de Resumos (p. 60). São Paulo: UNIFESP. (Resumo).

• 2014

( 56 ) 245. Loparic, Z. (2014). O Deus da alcova e o Deus do berço. In L. Angioni & L. M. Garcia (orgs.), Labirintos da Filosofia Festschrift aos 60 anos de Oswaldo Giacoia Jr, (pp. 301-316). Campinas: Editora Phi.
( 57 ) 246. Loparic, Z. (2014). O pai e o monoteísmo em Winnicott. In C. D. Rosa (org.), E o pai? Uma abordagem winnicottiana (pp. 63-91). São Paulo: DWW Editorial. Reedição de (242).
( 58 ) 247. Loparic, Z. (2014). Winnicott e Jung. Coleção Winnicott em Foco. São Paulo: DWW Editorial. Ampliação e reedição de (235).
( 59 ) 248. Loparic, Z. (2014). Release of the International Research Group on Winnicott´s Paradigm (IRG-WP). www.iwassociation.com.br.
( 60 ) 249. Loparic, Z. (2014). Release of the Winnicott Dictionary. www.iwassociation.org/winnicott-dictionary.
( 61 ) 250. Loparic, Z. (2014). Temporalidade e regressão. Winnicott e-Prints, 9(2), 1-19. Reeditado em (253).
( 62 ) 251. Loparic, Z. (2014). The Winnicott Dictionary Project. Winnicott e-Prints, 9(2), 1-23.
( 63 ) 252. Loparic, Z. (2014). Projeto do Dicionário Winnicott. Natureza Humana, 16(2), 1-15.
( 64 ) 253. Loparic, Z. (2014). Temporalidade e regressão. Revista Se..., Não..., 5(2), 223-242. Lisboa: Associação Portuguesa de Psicanálise e Psicoterapia Psicanalítica – APPPP.  Reedição de (250).

• 2015

( 65 ) 255. Loparic, Z. (2015). Posfácio. In R. Belo, O percurso de um psicanalista: sessões de análise revisitadas (pp. 141-143). Lisboa: Coisas de Ler.
( 66 ) 256. Loparic, Z. (2015). Prefácio. In D. Pondé, O conceito de medo em Winnicott (pp. 11-13). São Paulo: DWW Editorial.

• 2016

( 67 ) 260. Loparic, Z. (2016). A revolução do cuidado. Folha de São Paulo, Caderno Ilustríssima p. 6, 08/05/2016.
( 68 ) 261. Loparic, Z. (2016). Caráter interdisciplinar da clínica winnicottiana. Caderno de resumos do XXI Colóquio Winnicott Internacional p. 22. São Paulo: IBPW. (Resumo).
( 69 ) 262. Loparic, Z., et al. (2016). (orgs.), Pluralismo na psicanálise. Curitiba: Pucpress.
( 70 ) 263. Loparic, Z. (2016). Achievements of Winnicott´s Revolution. In E. R. Fonseca, F. V. Bocca, R. M. Almeida & Z. Loparic (orgs.), Pluralismo na psicanálise (pp. 131-155). Curitiba: Pucpress. Reeditado em (265).

• 2017

( 71 ) 264. Loparic, Z. & Ribeiro, C. V. (2017), (orgs), Winnicott and the Future of Psychoanalysis. São Paulo: DWW Editorial.  (Edição eletrônica).
( 72 ) 265. Loparic, Z. (2017). Achievements of Winnicott´s Revolution. In Z. Loparic & C. V. Ribeiro (orgs), Winnicott and the Future of Psychoanalysis. São Paulo: DWW Editorial. (Edição eletrônica). Reedição de (263).
( 73 ) 266. Loparic, Z. (2017). Esboço do paradigma winnicottiano. In C. J. Motta & S. Piza (orgs.), Thomas Kuhn e as ciências humanas. São Paulo: DWW Editorial. (Edição eletrônica).

• 2018

( 74 ) 267. Loparic, Z. (2018). Winnicotts paradigm shift in psychoanalytic theory and practice. In A. Joyce (org.), Donald Winnicott and the History of the Present. Understanding the Man and his Work. London: Karnac.