Página inicial > Recife > Atividades > Mesa Redonda

Mesa Redonda

Mesa Redonda: Ambiente: perspectiva clínica, política e social
Data: 28/10/2017 (sábado)
​Horário: 09h00 às 12h00​
EVENTO GRATUITO

Palestrantes:
Zeljko Loparic (UNICAMP/IBPW/IWA)
Democracia como conquista maturacional
Iniciando pelo estudo dos elementos gerais da teoria winnicottiana do desenvolvimento emocional sadio das sociedades, intimamente relacionada ao estudo do amadurecimento e realização dos indivíduos como pessoas, o presente trabalho se propõe, como objeto específico, a elucidar a conquista da capacidade de grupos e de indivíduos de criarem, recriarem e manterem os mecanismos democráticos na vida social. Os conceitos de tolerância da ambivalência e de identificação cruzada serão duas referências principais neste ensaio.

Elsa Oliveira Dias (IBPW/IWA)
Família e amadurecimento: do colo à democracia
O estudo constata, de início, que, diferentemente da psicanálise freudiana para a qual é o complexo de Édipo que instaura o triângulo e a família, em Winnicott é a existência da família que propicia, pela instauração da saúde, a ocorrência possível da situação edipiana. Em seguida, mostra-se que a existência de uma família e sua pertença a ela só chega ao indivíduo como um fato a ser levado em conta num dado momento do amadurecimento em que já é possível o estabelecimento de relações com pessoas externas e separadas do eu. Assinala-se, ainda, a importância crucial que Winnicott atribui à família enquanto ampliação do colo materno, o primeiro dos “círculos cada vez mais amplos” que irão aguardar a criança ao longo do amadurecimento na direção da autonomia e da socialização.

Maria Consuelo Passos (UNICAP)
Habitar, pertencer, existir: reflexões sobre a trama sujeito-cidade
Abordagem da concepção winnicottiana de ambiente, no estudo da relação sujeito-cidade, considerando esta relação como substrato do processo de criação de si mesmo e do outro. Assim, a noção de ambiente, que possibilita a transicionalidade entre realidade interna e externa, e revela diferentes possibilidades de estar no mundo, é fundamental para o entendimento do modo como o sujeito cria seu pertencimento à cidade, se subjetiva aí e, ao mesmo tempo, contribui para a “criação” desse espaço. O debate proposto visa, portanto, refletir sobre a trama sujeito-cidade – pouco estudada pela Psicanálise – mostrando algumas de suas consequências para o processo de amadurecimento psíquico.

Local: Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP)
​Rua do Príncipe, 526 - Boa Vista - Recife
Telefone (+55) 81 2119-4016​
Auditório G1 Bloco G